• Ricardo Barbosa

Portugal - Visitando o Padrão dos Descobrimentos


Em setembro de 2017, o Projeto Viagens da Consciência irá passar 10 dias percorrendo cidades, monumentos e locais históricos e da natureza de Portugal e queremos que você participe conosco desta nossa nova aventura.

Mas por que Portugal?

Este é um país que desperta grande curiosidade de todos os amantes de aventuras e desafios pelo desconhecido, pois é reconhecido como o país das grandes navegações e dos descobrimentos na era moderna.

Nossa proposta nesta viagem é que você descubra este país de uma maneira única e especial, onde você será o protagonista e terá a oportunidade de vivenciar o seu próprio descobrimento, buscando e revelando todos os seus talentos e capacidades, muitas vezes desconhecidos dentro de nós.

Então, que melhor lugar para trabalharmos o descobrimento de nossos potenciais que não seja Portugal?

Você pode saber de todo o roteiro da viagem em nosso site (cujo endereço listamos no final deste post), mas queremos falar hoje sobre uma das partes mais interessantes da viagem, que se iniciará por Lisboa.

Nesta cidade, iremos visitar um monumento muito conhecido - o Padrão dos Descobrimentos, uma obra que evoca a expansão ultramarina portuguesa, sintetiza um passado glorioso e simboliza a grandeza da obra do Infante D. Henrique, o impulsionador das grandes descobertas.

Créditos: site visitbelem.pt - Padrão dos Descobrimentos - Lisboa - Portugal

O Padrão dos Descobrimentos está situado na freguesia (ou bairro) de Belém, a poucos metros do rio Tejo.

De autoria do arquiteto Cottinelli Telmo e do escultor Leopoldo de Almeida, ele foi erguido pela primeira vez em 1940, para ser integrado na Exposição do Mundo Português com o objetivo de comemorar os 800 anos do nascimento de Portugal, já que 1140 foi o ano em que D. Afonso Henriques ostentou, pela primeira vez, o título de Rei de Portugal.

Como foi construído para participação na exposição, o monumento original era uma estrutura provisória, sendo uma leve composição de ferro, cimento, gesso, estopa e madeira.

Ele foi posteriormente desmontado em 1958 e substituído por uma nova estrutura de betão (concreto) e revestimento e esculturas de pedra. Esta nova estrutura ficou concluída definitivamente em 1960, ano em que se assinalava os 500 anos da morte do Infante D. Henrique.

Ela tem uma altura de 50 metros, medindo 20 metros de largura e quase 46 metros de comprimento. É composto por esculturas de 33 das principais figuras dos descobrimentos portugueses, tendo à frente a maior escultura deste conjunto, com 9 metros de altura e que representa o Infante D. Henrique olhando o horizonte. Nas suas mãos ele segura uma caravela portuguesa (ver imagem abaixo).

As outras figuras medem aproximadamente 7 metros cada e representam Bartolomeu Dias, Diogo Cão, Fernão de Magalhães, Pedro Álvares Cabral, Vasco da Gama, entre outros. Estas estátuas encontram-se observando o Rio Tejo, invocando a vontade dos portugueses de explorar o Mundo.

Foto: Padrão dos Descobrimentos - Lisboa - Portugal

No interior do monumento tem um elevador que conduz ao seu topo, onde se encontra um mirante que nos dá uma belíssima visão panorâmica de parte da cidade e do Rio Tejo.

E mesmo antes de entrar no monumento, podemos desfrutar de uma bela representação do globo terrestre no piso em frente, onde estão assinaladas as principais rotas e datas dos descobrimentos portugueses e também podemos apreciar neste mesmo piso, uma fabulosa rosa-dos-ventos em mármore de várias cores.

Foto: Padrão dos Descobrimentos - Lisboa - Portugal

Foto: Rosa dos Ventos - Padrão dos Descobrimentos - Lisboa - Portugal

Créditos: site visitbelem.pt - Padrão dos Descobrimentos - Lisboa - Portugal

Ao observarmos melhor o monumento por fora, vemos que ele tem a forma de uma caravela, sendo que as suas paredes verticais simbolizam as velas, acima das quais se podem observar as armas portuguesas daquela época.

De frente, a forma do monumento é uma cruz em cuja base se encontra a porta de entrada que é preenchida pela escultura de uma espada decorada no punho com a cruz da ordem de Aviz, como símbolo da força das armas e da fé cristã.

Créditos: site visitbelem.pt - Padrão dos Descobrimentos - Lisboa - Portugal

Ao entrarmos, temos acesso a uma pequena apresentação multimídia, realçando as proezas dos navegantes e as suas rotas pelo Mundo e, no piso 1 do monumento, há um espaço de exposições com o objetivo de aprofundar o conhecimento histórico, acolhendo ainda iniciativas culturais e artísticas.

Nada mais representativo para nossa viagem portanto, que o início de nossos passeios e atividades seja neste monumento, que simboliza as experiências e aventuras por caminhos desconhecidos.

Mas, neste local, não faremos somente uma visita turística. Como todos os passeios do Projeto Viagens da Consciência, levamos pessoas para trabalhos de autoconhecimento e aprimoramento pessoal e espiritual por lugares sagrados e históricos do planeta e no Padrão dos Descobrimentos queremos que você entre em conexão com a força que criou todo este movimento das grandes navegações e descobrimentos e aprenda a descobrir seus talentos e capacidades, seus potenciais e suas riquezas.

Fontes: www.lisboando.pt; www.padraodosdescobrimentos.pt; www.historiadeportugal.info

Conheça Portugal de um jeito que você nunca imaginou !

Embarque conosco nessa incrível jornada: partida em 31.08.2017 - retorno em 10.09.2017.

Saiba mais sobre esta viagem em nosso site: https://www.dorambentes.com/viagem-portugal2017

Projeto Viagens da Consciência®

Centro de Desenvolvimento Dora M Bentes

Informações e Inscrições:

WhatsApp: (11) 98651-1224

Rua dos Jacintos, 233 | São Paulo. SP | (11) 5585.0585

#portugal #astrologia #consciência #turismodeExperiência #meditação

Rua dos Jacintos, 233

Mirandópolis - São Paulo/SP

04049-050

  • Instagram
  • Facebook
  • You Tube
  • LinkedIn

© 2020 Todos os direitos reservados. Centro de Desenvolvimento Dora M Bentes®