• Mariana Veloso

Sete cores do arco-íris, Sete cachoeiras, Sete chacras


Um paraíso quase escondido na Serra do Mar foi o destino escolhido para mais uma edição do Projeto Viagens da Consciência. Em São Luís do Paraitinga, a apenas 170 km de São Paulo, encontra-se uma trilha com 7 cachoeiras, local perfeito para se ativar os 7 níveis da consciência, ou os 7 chacras do corpo humano.

Com o propósito de restabelecer nosso fluxo de realização de projetos através da integração dos chacras na natureza, partimos em um grupo de 15 pessoas rumo a Ecopousada Refúgio das 7 Cachoeiras, a fazenda/pousada que abriga a trilha.

Já na saída de São Paulo um presente e a certeza de que aquela viagem traria boas surpresas: um arco-íris abria nosso caminho. 7 cores que emolduravam a estrada que nos levaria às 7 cachoeiras. E não foi o único; cruzamos com pelo menos mais 3 arco-íris, cada um colorindo um céu diferente conforme a tarde caía.

A CHEGADA NA ECOPOUSADA

Cerca de 3 horas depois, parte delas em uma pequena estrada de terra no distrito de Catuçaba, chegamos à pousada, onde fomos recebidos pelos simpáticos cachorros dos proprietários.

Quartos da Ecopousada. Foto: Ricardo Barbosa

Salão de festas e reunião. Foto: Ricardo Barbosa

No Restaurante, com Zeus, um dos cachorros da Ecopousada. Foto: Eliane Christofoletti

A primeira proposta surpreendeu a todos: uma ida à cachoeira mais próxima à pousada, já de noite. A maior parte do grupo - formado por 14 mulheres e apenas um homem, o Ricardo, parceiro do Projeto – topou a aventura. Mãos dadas para encarar uma pequena trilha praticamente no escuro e o grupo já começava a se integrar. A energia Yin se intensificou na bela cachoeira de fortes características femininas, com águas mornas e acolhedoras, cobertas por um céu limpo onde o brilho da lua e das estrelas se destacava. Com os olhos já acostumados, retornamos sem lanterna da experiência intensa e também divertida.

Banho noturno na primeira cachoeira. Foto: Mariana Veloso

Depois de uma sopa preparada no fogão à lenha, nos dirigimos ao salão da pousada para um sarau. Um espaço amplo repleto de poltronas e sofás confortáveis, cujo centro abrigava uma grande fogueira. Cantamos e rimos junto com o músico, um violeiro típico e talentoso contador de causos do interior. Com o fim do show, a fogueira ficou exclusiva para o grupo, que se posicionou em uma roda. Nesse momento, entramos em contato com o propósito a ser desenvolvido nessa viagem, o objetivo a ser alcançado e realizado. O calor do fogo ativou e ao mesmo tempo purificou nossos chacras, e assim teve início efetivo a nossa jornada de alinhamento dos nossos 7 níveis de consciência.

Sarau no salão de festas e reunião. Foto: Eliane Christofoletti

Sarau com música regional . Foto: Eliane Christofoletti

AS PRIMEIRAS ORIENTAÇÕES

O dia seguinte - domingo, amanheceu ensolarado, que alegria! Um dia perfeito para trilha e cachoeira.

Vista das serras e dos arredores da Ecopousada. Foto: Dandara Sevilha

Antes do café, fomos ao salão principal para as instruções de Dora Bentes que apontou no mapa astral de cada um dos participantes os principais chacras a serem trabalhados. Recebemos, então, uma aula sobre os chacras:

Salão de festas e reunião da Ecopousada. Foto: Ricardo Barbosa

NA TRILHA DAS CACHOEIRAS

De posse de um novo entendimento sobre os níveis de consciência e com uma ideia mais refinada sobre cada propósito, o grupo seguiu para a trilha.

A primeira parada foi na mesma cachoeira do dia anterior. As águas rasas são perfeitas para ativação do primeiro chacra (básico) e bastou nos ajoelharmos para deixarmos que a água fluísse por este chacra.

Primeira cachoeira. Foto: Ricardo Barbosa

Posteriormente, recebemos a companhia de dois guias e depois de uma subida íngreme alcançamos a segunda cachoeira. Dessa vez foi a curvatura da pedra que se encaixou perfeitamente sob nosso ventre, ativando a consciência da alegria e do prazer de viver localizada no segundo chacra (esplênico).