• Sónia Villar Mendes

Essa Não É para Mim!


Conhece aquela sensação de ter sido atingido “mortalmente” por uma palavra, uma ação de alguém ou um acontecimento?

Ao longo da vida são várias, ou até MUITAS, as vezes que nos sentimos atacados por pessoas ou situações! A pergunta que não cala: POR QUÊ?

Mas será que esse “ataque” era mesmo um ataque? E ele era mesmo para mim?

Perante aquilo que o mundo traz até nós, nossas referências, experiências passadas e crenças condicionam a forma como interpretamos os acontecimentos. E aquilo que “lemos” numa palavra, ação, situação, ou comportamento é APENAS UMA entre milhares de possibilidades desse acontecimento. A Física Quântica é a ciência das possibildiades, segundo a qual o acontecimento é influenciado pela presença do observador. Ou seja, nós influenciamos os acontecimentos que nos “atingem”!

O mundo/ o outro, reflete SEMPRE algo de mim mesmo! Se alguém me “insultar” dizendo que eu sou azul, eu não vou ofender-me porque eu SEI que não sou azul. Essa informação, essa referência, essa crença não é uma realidade para mim. Assim sendo, se algo me atinge significa que, de alguma forma, eu me reconheço naquilo que vem até mim porque nós interpretamos tudo tendo como referência a informação que nos constrói!

Mas o que posso fazer para que as coisas deixem de me ferir?

Quando estamos perante um determinado acontecimento, há algumas perguntas que precisamos fazer a nós mesmos: Por que me incomodou? Onde me tocou? Isto é meu ou é do outro? Eu encaixo neste contexto (insulto, ação, etc)?

Se perceber que é meu, posso me perguntar: Por que me sinto parte disto? Quero lidar com isso? Consigo lidar com isso? No momento em que percebo que realmente há algo em mim que integra a situação, significa que tenho poder sobre ela. Posso agir e transformá-la. Se não estiver pronta/o para infrentá-la naquele momento posso ESCOLHER o momento em que vou fazê-lo. E também a fuga é uma escolha minha e, como tal, está no meu “poder” fazê-lo. É minha responsabilidade e isso me tira do lugar de vítima onde eu estava me sentindo!

Se não é meu, significa que é do outro! É uma fragilidade dele, é uma dificuldade dele, é um momento difícil DELE! Nesse instante eu estou colocando em ação minha capacidade de EMPATIA, pois eu posso entender a sua dificuldade, ou dor.

Independentemente de eu conseguir empatizar com o outro, uma coisa eu já sei... ESSA NÃO É PARA MIM! Me desvio, me afasto e saio da rota dessa “agressão”, como o Neo faz na cena final do filme Matrix! É aquilo a que chamo de movimento “matrix”! Se não me pertence, eu posso desviar-me do seu alcance e simplesmente é algo que não me atingirá!

Como consigo isso? Iniciando um processo terapêutico de autoconhecimento!

Sim, o caminho pode ser mais leve, porque a escolha é a verdadeira liberdade!

Sónia Villar Mendes é Psicóloga, Terapeuta Quântica e Facilitadora Relacional no âmbito psicossocial.

#espelhamento #autoconhecimento #consciência #libertação

Rua dos Jacintos, 233

Mirandópolis - São Paulo/SP

04049-050

  • Instagram
  • Facebook
  • You Tube
  • LinkedIn

© 2020 Todos os direitos reservados. Centro de Desenvolvimento Dora M Bentes®