• Eduardo Alves

Manifeste você


Semanas atrás, participei de mais uma formação de ThetaHealing. O assunto, Manifestação e Abundância, me chamou atenção desde o meu primeiro contato com a prática. De lá para cá, tenho treinado bastante, em mim e no consultório. Percebo que entender o nosso poder em criar nossa realidade é um limitador desconhecido para muita gente. Entender que é possível (co)criar alguma coisa envolve lidar com crenças que, muitas vezes, não percebemos.

Segundo Vianna Stibal, criadora do Thetahealing, manifestar o que se deseja em estado Theta, aumenta as chances de que as coisas se concretizem. Segundo ela, a palavra dita é eficaz em até 40% do tempo. Conseguir visualizar os desejos, aumenta o potencial em 50%. Manifestar em estado Theta, é eficaz em 80–90% das vezes. Interessante, não?

A minha jornada para aprofundar no tema aconteceu na Escola Onda. Espaço que me acolhe sempre nesse processo de mergulho nessa técnica de cura quântica. Nesse texto, divido um pouco do que aprendi por lá (gratidão à Sol e ao Fê por compartilharem) e falando um pouco dos meus dias que se seguiram, já experienciando mais a vivência.

Deseje algo

Uma das coisas que logo despontou em minha presença por lá, foi o senso de que eu talvez quisesse muito menos do que eu poderia acessar. E tudo bem. Mas eu estava “cego” desse potencial Cocriador que possuímos (sim, você que me lê também tem). Não é me sentia no meu fluxo natural, sentia-me como num carro sem visão. Por isso, não queria, não via certas coisas em minha vida.

Assumir meus desejos, e o que vem depois dele. É isso que me dispus a fazer. Nesse momento, percebi que eu ainda não precisava saber como ter tudo (e não estou falando só de material). Apenas precisava ver, visualizar. E caminhar para ele, um passo de cada vez.

Confie

Uma das coisas que fica muito claro quando você compreende melhor os processos terapêuticos pelo Thetahealing, é que é preciso confiar. Quando se trata em manifestação, confiar, então, é ingrediente essencial.

Ao longo dos dias que seguiram à formação, percebi que a maneira como o que eu quero vai chegar até mim, não precisa ser como a minha expectativa deseja. Pelo contrário, devo me liberar de esperar.

Tenho que me manter em movimento, abundante, para que o que manifesto, em seu campo e tempo quântico, chegue até mim. É aceitar um fluxo. É me movimentar para garantir que estou em direção ao meu melhor, para que aquilo chegue no meu melhor tempo. É simples, é o jeito de pensar que precisa mudar.Só olhar a sua volta e vai perceber que existem pessoas que fazem isso naturalmente e, muitas vezes, dizemos que as coisas acontecem para eles e não para nós.