• Eduardo Alves

3 aprendizados sobre a nossa Narrativa de Vida


Uma selfie é o mais puro retrato da nossa narrativa. Pense comigo: ela representa um momento (sendo vivido) e conta uma história (atual e de todos os elementos que formam a pessoa que está ali na imagem), daqui algum tempo, depois de guardada, ela passa a falar também do passado.

Quando a selfie nasce no papel e não na câmera do celular, passamos a ser representados de uma forma mais inspirada.

Foi isso que aconteceu durante os 3 encontros de SELFIE retrato por escrito, que é uma vivência inspirada na jornada Narrativa de Vida, que ocorreram em junho.

Os participantes puderam, por meio da escrita, se descobrir, reviver memórias e entender como suas narrativas de vida se formam.

Abaixo, compartilhamos 3 dos aprendizados que foram explorados nessa jornada e DICAS ATIVAS, ou seja, coisas que você pode fazer agora mesmo em posse de papel e caneta.

✒️ O respeito por nossa trajetória

A primeira coisa que uma narrativa de vida faz por nós é nos mostrar como elemento essencial da nossa história. Mais do que fatos marcados, discutimos os vieses, as transformações que aconteceram no momento vivido.