• Sónia Villar Mendes

Ensaio: o medo da mudança


Ao longo da vida, existem momentos em que sentimos um desconforto em relação a algo, que percebemos que deveríamos mudar. Já é muito tempo num mesmo registro, que sentimos que não queremos mais.

Percebemos que subjacente a essa condição que identificamos, existe um hábito que está enraizado.

Refletimos, analisamos, ponderamos e, após milhões de ponderações, tomamos a decisão...“Ok, vou mudar”!

Iniciamos um conjunto de movimentos que vão levar a essa transformação e a coragem vai aumentando.

“Agora vai”!

Mas, de repente, algo externo a nós acontece e aquilo a que nos estávamos propondo fica impossibilitado de acontecer…

Como assim??????

Demorou tanto tempo até que sentíssemos coragem, e logo no momento em que conseguimos superar as nossas dúvidas e medos, acontece algo que não permite a sua concretização!

Que frustração! Que sensação de injustiça! Que raiva!

Por que será que isto aconteceu?

Perante este obstáculo, sentimos que o Universo conspirou contra nós.

Foi castigo? Será que não mereço? Alguém está contra mim?

Será um teste?

Naturalmente, o sentimento que surge dentro de nós é de incredulidade. Não entendemos porque aconteceu esta mudança súbita, que nos impede de dar o passo que estava tão difícil de dar, logo no momento em que conseguimos enfrentar a nossa resistência.

Situações como estas podem ser encaradas como um momento de reflexão.

Poder perceber que havia em nós uma resistência grande, para quebrar um hábito que identificamos como não sendo positivo, é uma grande conquista. Na verdade, é a conquista mais difícil de acontecer, o reconhecimento daquilo que precisamos mudar. Como se costuma dizer, “o mais importante é identificar o problema”, pois desta forma podemos transformá-lo.

Encontrar um obstáculo, é uma oportunidade para entender o quanto realmente queremos dar esse passo. É, talvez, um teste à nossa convicção de que queremos verdadeiramente transformar a nossa realidade.

Podemos encarar esta aparente dificuldade como um incentivo, como um combustível para seguir em frente e concretizar o nosso objetivo de mudar.

Perceber que este momento foi apenas um ensaio, que nos ajudou a desbloquear algo que não nos estava permitindo caminhar num sentido mais construtivo.

Os desafios são sempre oportunidades para refletirmos qual o caminho que realmente queremos seguir, para que desta forma possamos empoderar-nos verdadeiramente das nossas escolhas e integrarmos que somos agentes ativos na nossa vida e não meros espectadores!

Sónia Villar Mendes é Psicóloga Social, Terapeuta Quântica e Facilitadora Relacional no âmbito psicossocial. Atua como Terapeuta de Biofeedback Quântico e trabalha com grupos terapêuticos cujo objetivo é desenvolver a autoimagem positiva e autoestima feminina, através de partilha de experiências e vivência.

#mudança #transformação #medo #coragem #reflexão

Rua dos Jacintos, 233

Mirandópolis - São Paulo/SP

04049-050

  • Instagram
  • Facebook
  • You Tube
  • LinkedIn

© 2020 Todos os direitos reservados. Centro de Desenvolvimento Dora M Bentes®