• Centro Dora M Bentes

A próxima pandemia pode ser a da Saúde Mental


Muitos especialistas e analistas têm discutido nos últimos tempos as consequências da recente pandemia do corona vírus em todo o mundo. Certamente, a mais importante e primária foi o impacto na saúde de toda a população mundial e em todos os sistemas de saúde, privados e sobretudo nos públicos em todas as nações do planeta. Muitas outras consequências, como o isolamento social, ou como alguns preferem nomear de isolamento físico, uma vez que construímos novas formas de relacionamentos fundamentalmente baseadas no contato online, impactaram de forma profunda nosso modo de vida. O sistema econômico foi grandemente transformado do dia para a noite, contudo algo ainda mais tênue e mais profundo está acontecendo: a pandemia da saúde mental.


Alguns destes especialistas chamarão de segunda, terceira ou quarta onda pandêmica, mas não importa qual seja, mas os efeitos devastadores que podem surgir em pessoas e comunidades inteiras em todas as idades, classes sociais, nível cultural. É uma faceta desta pandemia que podemos entender como bastante democrática.



O estresse emocional

As pessoas estão com suas emoções afloradas praticamente o tempo todo. O nível de ansiedade é bastante alto e crônico. Estamos vivendo no limite o tempo todo. São as incertezas da própria doença que pode nos atingir, aos nossos entes queridos, amigos, o vizinho ao lado de casa ou meu colega de trabalho. Por outro lado, são os planos construídos para 2020 que tiveram que ser revistos do dia para a noite, a forma do trabalho que se alterou, o emprego que, mais do que nunca, não está mais garantido. Muitas pessoas perderam seus postos de trabalho e toda ou boa parte de sua renda. Algumas atividades começam a voltar, contudo, não se descartam as possibilidades de novas ondas de contaminação a partir desta reabertura. Fato é que, enquanto a vacina não existir e o tratamento para os infectados não estiver mais consolidado as incertezas continuam e o estado emocional das pessoas contínua crítico.



Saúde mental como prioridade

Na verdade, os sistemas de saúde, no mundo todo, nunca tiveram um olhar muito cuidadoso para a saúde mental, tampouco nós mesmos em nosso dia-a-dia. Confunde-se saúde mental com doença mental e, claro, isto pertence ao outro, é coisa de gente maluca! Ainda prevalece esta mentalidade em nossas sociedades. Contudo, saúde mental é um conceito mais amplo que a doença, tem a ver com a capacidade de o indivíduo em ter uma vida emocional e mental de qualidade e um convívio social e pessoal saudáveis. Uma pessoa pode ter uma saúde mental debilitada e não ter uma doença mental associada e vice-versa.


Diante desta pandemia, o olhar para a saúde mental de toda a população torna-se fundamental.



Trauma coletivo

Esta pandemia pode ser considerada como uma modalidade de trauma coletivo, aquele no qual um incidente impacta sobre grande número de pessoas, grupos homogêneos ou não. Os traumas coletivos podem, inclusive, ser transmitidos geracionalmente, por isso a importância do olhar para a saúde mental que estamos trazendo neste texto e que especialistas do mundo todo tem se debruçado em estudar.


Os traumas coletivos trazem disfunção física, emocional, cognitiva e comportamental. Na história recente da humanidade podemos olhar para alguns destes eventos como o 11 de setembro, nos Estados Unidos, as guerras e genocídios. Neste momento, estamos vivenciando uma situação em nível global, que afeta indiscriminadamente a todos nós.


Alguns sinais da instauração do trauma coletivo são, por exemplo, a desconexão com o grupo, desqualificação e demonização do outro, vivência de crise econômica social e política e a adoção de linguagem hostil perante apo posicionamento distinto do outro. Reconhece algum destes acontecendo?


O isolamento social, também, pode ser fator gerador de trauma. Somos seres gregários desde os primórdios. Alguns estudos recentes demonstram isto. Um estudo norte-americano de 2013 mostrou que 25% das pessoas em isolamento apresentaram sinais de TEPT – Transtorno de Estresse Pós-Traumático, crianças e adultos.



Saúde Mental Positiva

Uma saúde mental positiva pode ser composta por alguns elementos como experimentar emoções positivas; ter relacionamentos positivos, sentir-se engajado com a vida, ter significado e propósito (a vida é valiosa e vale a pena); senso de realização (fazer o que lhe realiza e traz sensação de competência); ter estabilidade emocional (sentir-se calmo e capaz de gerenciar emoções), ter resiliência (capacidade de lidar com tensões cotidianas); ser otimista (sentimento positivo em relação à vida e ao futuro); desenvolver autoestima (sentir-se positivo sobre si mesmo) e ter vitalidade (sensação de energia).



Como cultivar a Saúde Mental?

E para alcançar algumas destas posturas e ter uma boa saúde mental aqui vão algumas posturas para o seu dia-a-dia e que podem ajudar você a passar por este momento com um pouco mais de tranquilidade: aprenda a ter momentos de relaxamento (faça meditação, leia um livro, assista um filme que lhe traga alegria); anote e escreva sobre as coisas (anote coisas engraçadas, bizarras e difíceis do dia. Escrever te traz para o presente!); mantenha-se conectado (marque um happy hour ou um café com os amigos, online, e converse sobre coisas gostosas, divertidas e fale sobre suas angústias); esteja vulnerável (compartilhe com os amigos os altos e baixos do seu cotidiano); tenha expectativas realistas (vivemos momentos de incerteza, então pratique planejar coisas que podem ser concretizadas para não se punir depois); movimente-se (movimente seu corpo o tempo todo, mesmo diante de uma tela de computador, e faça alguns exercícios, mesmo dentro de casa. Que tal aquele pega-pega com os filhos ou os cachorros e gatos?) e, por fim, ajude os outros, tenha compaixão. Todos estamos

passando pela mesma situação.


Se você tem algum familiar ou amigo que passa por uma situação delicada, ou mesmo você, não fique em silêncio. Peça ajuda, fale com alguém, procure um profissional de saúde (médicos, psicólogos, terapeutas integrativos). Cuide da sua Saúde Mental agora.


Fique bem e viva com saúde!

______

Conheça o Movimento #TransformarJuntos 🧘 Clique aqui e participe de nossas meditações

Sergio Hora - Terapêutica Integrada

Facilitador certificado de Barras de Access®, Facelift® Energético e processos corporais de Access Consciousness®; terapeuta de SE-Somatic Experiencing® e Florais Alquímicos de Joel Aleixo®. Mestre em ciências pelo Depto. Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da USP e graduado em Tecnologia da Informação. Especialista em políticas públicas nas áreas da saúde, educação e assistência social. Ministrante dos cursos de Barras de Access® e Facelift® Energético e dos workshops de MTVSS® e Circuitos no Centro.

#saúdemental #tept #pandemia #estresse #isolamento #quarentena

Rua dos Jacintos, 233

Mirandópolis - São Paulo/SP

04049-050

  • Instagram
  • Facebook
  • You Tube
  • LinkedIn

© 2019 Todos os direitos reservados. Centro de Desenvolvimento Dora M Bentes