• Centro Dora M Bentes

Autoamor para cultivar autonomia em relacionamentos saudáveis


O processo de autocura nos relacionamentos, começa no momento que me compreendo em totalidade, me amo, me cuido e com isto posso auxiliar pessoas a fazerem o mesmo, despertando o melhor que há em mim, posso oferecer também o melhor ao outro.



O despertar do autoamor que nos conduz a autonomia nos relacionamentos

A independência afetiva não é vivermos sozinhos ou isolados das pessoas, mas está associado à nossa autonomia. De origem grega, autonomia significa “nomear a nós mesmos”, ou seja, seguir através de nossas escolhas sem medo ou culpa. E quanto mais confiantes em nossos passos mais próximos estamos da autonomia nos relacionamentos amorosos e os benefícios do autoamor se expandem para toda a vida.


De certa forma, a vida o tempo todo nos pede turning point, e foi no encontro com este assunto que além de curar meus relacionamentos, pude despertar para viver meu pleno potencial e propósito, e iniciei minha transição de carreira, de publicitária para terapeuta. Hoje é através de cursos, rodas de conversa e atendimentos com foco neste tema, que posso deixar minha contribuição no despertar de outras pessoas.


As vivências que facilito são abordadas com as técnicas da Psicologia Positiva, Escrita empática e Psicologia Junguiana, que nos conduzem a se enxergar sob um outro ângulo, a partir de um ambiente com:


- Conversas, compartilhamento e muita troca;

- O não julgamento, um ambiente seguro e harmonioso;

- Empatia como carro-chefe;

- Leveza nos temas abordados.



Autonomia nos relacionamentos e seus frutos para a vida

Dando continuidade ao trabalho iniciado no Minicurso Autoamor em 4 passos (se ainda não participou, clique aqui e saiba mais), seguimos para o próximo estágio. Uma etapa em que estamos mais acessíveis e disponíveis para compreender que o autoamor é extremamente importante no processo de independência afetiva. E que com ela, fazemos melhores escolhas, que trazem diversos impactos positivos em nossa vida, nossos relacionamentos e assim, na vida também das pessoas que temos a nossa volta.


Neste olhar para si, é possível encontrar mais leveza, autoconscientização e consciência de nosso potencial, nos levando a:

- Compreender os gatilhos que nos leva