• Centro Dora M Bentes

Como incluir o autocuidado em sua rotina


Uma das minha metas de ano novo é praticar mais e melhor o autocuidado. Ao longo da minha jornada de autoconhecimento, tenho experimentado a importância de olhar para mim para, então, me conectar mais e melhor com o outro, para, de fato, contribuir com o outro.

Cuidar da gente, no entanto, não é tarefa fácil. Nos preocupamos com o próximo, surgem as questões do trabalho, a família pede suporte, o parceiro precisa de atenção. É preciso lembrar que, para o bom funcionamento do corpo e da mente, é necessário valorizar momentos de pausa e autocuidado.


Mas o que é autocuidado?

Significa cuidar de si mesmo, ou seja, compreender suas próprias necessidades, bem como seu sentimentos e desenvolver, a partir disso, hábitos que estão conectados com o seu próprio bem-estar. É muito comum, no entanto, tratarmos autocuidado como uma indulgência, ou seja, uma desculpa para nos presentear e nos sentir merecedor de algo ou de uma recompensa. Mas não se trata disso.

Daqui em diante, escrevo esse texto contando com o apoio de parceiros do Centro de Desenvolvimento Dora M Bentes e, com isso, compartilho sugestões de práticas para inspirar você nessa jornada.


Conecte-se com o seu corpo

Nosso corpo é a nossa casa. Muitas vezes, não nos damos conta disso e negligenciamos o cuidado e apreço por ele. Como? Alimentando-se mal, deixando de fazer exercícios ou abrindo mão de relaxar. mente e corpo estão conectados e, portanto, ouví-lo é a chave principal, uma vez que todos somos únicos. O cuidado com o corpo pode propiciar alívios em todas as esferas - física, mental, emocional e até espiritual. Faça isso por meio do esporte (20 minutos para começar bastam), da dança ou de massagens.


Estabeleça limites

Quando falamos sobre autocuidado, não podemos esquecer que nossas escolhas fazem parte do pacote. São elas que nos levam para as próximas etapas da nossa jornada e isto inclui dizer não e vamos combinar que nem sempre queremos nos indispor com o outro. Estabelecer limite é nos posicionar em determinada situação focando em nossos objetivos. Bem diferente do que chamam de egoísmo, se posicionar é um ato de amor-próprio. E se tivermos em mente que não somos responsáveis pelas faltas emocionais do outro, o ato de dizer não deixará claro nossas intenções e vontades.


Tenha um diário

Escrever é um santo remédio! Dedicar-se a escrita das emoções com frequência pode trazer ganhos mentais e físicos, segundo já estudos realizados. Experimente pegar papel e caneta (escreva à mão e o resultado será melhor ainda) e deixe seus sentimentos ocupar o espaço em branco. Sem julgamentos, sem avaliações. O momento ali é de clarear pensamentos e usar o espaço para isso.


Medite

Meditar é um desafio para muita gente. Mas hoje existem vários tipos de meditação e é possível encontrar um que possa fazer sentido em sua vida. Os benefícios são inúmeros. A prática dela abre uma porta de escuta interna grande e, portanto, é um canal de muito autoconhecimento. Para começar agora, nossa sugestão é focar no acompanhamento da sua respiração e soltar a imaginação junto disso. Se quiser uma forcinha, aqui vai o link para acessar a meditação do thetahealing.



Pratique a autoempatia

Perceber se aquilo que acredita ou pensa da vida ou sobre si mesmo é construtivo ou te põe para baixo. Avalie se aquilo que fala para você mesmo, seria tranquilo escutar de outra pessoa, ou se você diria isso para outra pessoa. Se não, é preciso mudar paradigmas. Ferramentas terapêuticas, meditação, enxergar outras perspectivas, ampliar horizontes, falando com pessoas, lendo livros, vendo filmes diferentes do que está acostumado a fazer.


O que achou das dicas acima? Compartilhe conosco uma prática de autocuidado comentando aqui para inspirar mais gente.


Fontes: os parceiros do Centro de Desenvolvimento Dora M Bentes Bianca Lauria, Dora Bentes, Eduardo Alves, Fran Pinheiro e Keila Caiani.


______

Conheça terapias do Centro que possam auxiliar nesse autocuidado. 💬 Clique aqui e envie-nos uma mensagem ;)

Eduardo Alves é graduado em Relações Públicas e especialista em Mídias Digitais.

É formado em ThetaHealing DNA Básico e Avançado pela Escola Onda e certificado internacionalmente pela THInK.

Também estuda escrita criativa e afetuosa, captação e tratamento de histórias de vida e curadoria de conhecimento em espaços menos ortodoxos.

Lançou o Kayuá, projeto de autoconhecimento livre e itinerante que acredita que a narrativa contribui para o desenvolvimento do ser humano. Com ele, apoia pessoas em seu autoconhecimento por meio do ThetaHealing e da Jornada Narrativas de Vida.

#autocuidado #meditação #respiração #escrita #corpo #empatia #limites

Rua dos Jacintos, 233

Mirandópolis - São Paulo/SP

04049-050

  • Instagram
  • Facebook
  • You Tube
  • LinkedIn

© 2020 Todos os direitos reservados. Centro de Desenvolvimento Dora M Bentes®