• Centro Dora M Bentes

O Óscar vai para a.... Autoaceitação


Animacão Hair Love/Sony Pictures Animation

Há medida que crescemos e vamos construindo a nossa identidade, somos confrontadas(os) com referenciais sociais que, por vezes, nos condicionam a não nos amarmos como realmente somos. Ontem fui surpreendida pela notícia sobre o Óscar (uma das grandes referências sociais) de melhor Curta Metragem de Animação, “Hair love”, e fiquei muito feliz! “Hair love”, na minha visão, aborda temáticas importantíssimas. Por um lado, surge o tema da presença da figura masculina/paterna no cuidar, no acompanhar a criança no seu crescimento, nomeadamente em aspectos ditos da responsabilidade da figura feminina/materna, como as questões estéticas femininas. Neste caso, elas são desempenhadas pelo pai com grande habilidade, amorosidade, acolhimento e de forma lúdica. Por outro, a relação desafiadora da menina com o seu cabelo (adoravelmente rebelde) que não se enquadra naquilo que hoje a mídia divulga como um padrão de beleza. Num filme, aparentemente simples, tocamos algo tão profundo como a relação de equilíbrio do masculino e feminino dentro do seio familiar e o desafio da mulher lidar com a sua imagem física, dentro de uma estética socialmente definida, que a condiciona na forma como esta se ama e aceita, desde a infância. Estes são temas de enorme relevância no processo de autoconhecimento e autoaceitação, que acredito ser fundamental serem abordados, sentidos e entendidos por nós e essa é uma das minhas grandes missões.

Acredito que precisamos ressignificar o feminino e o masculino, a unidade que resulta do equilíbrio desta dualidade que existe em cada um de nós, passando pelo entendimento das referências que nos definem como mulheres e homens, mães e pais, na sociedade em que vivemos, trazendo à consciência quem somos verdadeiramente.

______


Qual a imagem que você quer passar para o mundo? 🥰

Clique aqui e conheça mais sobre a vivência.

Sónia Villar Mendes é Psicóloga Social, Terapeuta Quântica e Facilitadora Relacional no âmbito psicossocial. Atua como Terapeuta de Biofeedback Quântico e trabalha com grupos terapêuticos cujo objetivo é desenvolver a autoimagem positiva e autoestima feminina, através de partilha de experiências e vivência.








#autoaceitação #gênero #imagem #equilíbrio #ressignificação

Rua dos Jacintos, 233

Mirandópolis - São Paulo/SP

04049-050

  • Instagram
  • Facebook
  • You Tube
  • LinkedIn

© 2019 Todos os direitos reservados. Centro de Desenvolvimento Dora M Bentes