PERU

Encontrando o propósito de vida

Foto:  Machu Picchu visto de Intipunku

O Peru é a terra dos antigos Incas, uma incrível civilização que soube dominar sua agreste geografia e conviver em harmonia com os rios, o sol, a serra e a selva do Peru, o mar e o clima da costa peruana, as montanhas e o clima frio e seco dos Andes.

Chegar ao Peru é viajar através do tempo e reencontrar a excitante vida dos Incas, suas grandes obras arquitetônicas, sua arte, suas festas, as raízes de sua força social e a energia de seus homens.

O Projeto Viagens da Consciência viajou por partes deste país rumo ao sagrado na natureza em um roteiro projetado para ativação da consciência através da conexão com os locais, para assim despertar em nós o real sentido de estar vivo, tornando claro nosso propósito de vida .

Foto: Cordilheira dos Andes vista da Ilha do Sol

A IMERSÃO

Nesta viagem, navegamos pela imensidão e imponência do Lago Titicaca e suas ilhas de grande valor espiritual; circulamos pela cidade de Cusco, o berço do império Inca, conhecemos o Vale Sagrado, com sua exuberante natureza e arqueologia e visitamos a enigmática cidade perdida de Machu Picchu, com toda sua energia e mistérios.

AS DINÂMICAS REALIZADAS

veja as fotos e as vivências realizadas, em nossa edição desktop

1/9
OS LOCAIS VISITADOS

O Lago Titicaca  está localizado na Cordilheira dos Andes, entre o Peru e a Bolívia, e é o lago navegável mais alto do mundo estando a 3.809 metros sobre o nível do mar. Segundo a lenda inca, após uma grande enchente, o deus Viracocha emergiu das águas do Titicaca para criar o mundo. 

Portanto, o Lago Titicaca é o berço dos Incas, e também o lugar para onde suas almas retornam após a morte. Esta região foi habitada inicialmente pela civilização Tiwanaku e posteriormente fez parte do Império Inca. 

Taquile é uma ilha do Lago Titicaca que está a uma altura de 4.000 metros acima do nível do mar. Nela, você precisa subir uma escadaria de mais de 567 degraus para chegar até a parte principal onde se pode visualizar um cenário espetacular do Lago. A ilha é habitada por nativos de língua Quéchua e possui cerca de 2.200 pessoas. 

Amantani é uma ilha do Lago Titicaca que está localizada a uma altitude de 3.817 metros e abrange uma área de cerca de nove km2. Nela, encontramos os famosos templos Pachamama e Pachatata, que são dedicados à fertilidade da terra. 

Esta ilha é habitada por nativos de língua Quechuas, cuja atividade principal é a produção de cerâmica e têxtil. A energia positiva da Ilha é tão poderosa que é conhecida como a "Ilha do Amor". 

As Ilhas Flutuantes de Uros são um conjunto de mais de 80 ilhas, localizadas a 14 km da cidade de Puno e são feitas pelo homem com folhas de juncos ou totoras. Os juncos crescem naturalmente nas margens do lago e o povo Uros os usa para formar as ilhas.

Os Uros são um povo pré-colombiano que criou estas ilhas flutuantes artificiais para viverem com maior segurança e evitar o domínio de outros povos, como os Incas. São quase 300 famílias que, ao longo dos anos, viveram da pesca e da caça para sobreviver e hoje têm o turismo como uma nova fonte de renda. 

A Ilha do Sol é uma ilha localizada na parte boliviana do Lago Titicaca e fica a 15 km da cidade de Copacabana sendo o acesso feito somente por barcos que saem duas vezes por dia. Ela é dividida em lado Norte e Sul e em pequenos vilarejos. 

A Ilha do Sol é considerada sagrada por que o deus Inti, que é o deus Sol - filho do deus Viracocha, o deus da civilização - instruiu seus filhos para procurarem um local ideal para seu povo. Eles encontraram uma ilha no Lago Titicaca com uma poderosa energia masculina e lhe deram o nome de Ilha do Sol. 

Assim, a Ilha do Sol é o berço dos Incas e onde se encontravam os santuários das “vírgenes del sol“, dedicado ao Deus Sol. 

A Ilha da Lua também está situada no lado boliviano do Lago Titicaca e está a 8 km da Ilha do Sol sendo conhecida como “Quati”. Ela é a segunda ilha Sagrado dos Incas e era dedicada ao culto do feminino. Nela está o Palácio das Virgens "INAK UYU" ou a Casa das Virgens eleita pelo Rei do Sol, onde as mulheres selecionadas (virgens) eram treinadas na tecelagem e artes, para um dia serem escolhidas como uma das concubinas do imperador e/ou também para serem sacrificadas na Ilha do Sol. O único homem que podia por os pés na ilha era o imperador. 

Cusco, em espanhol Cuzco ou Cusco, em quíchua Qosqo ou Qusqu, significa “umbigo do mundo”, é uma cidade situada no sudeste do Vale de Huatanay ou Vale Sagrado dos Incas, na região dos Andes, com população de 300.000 habitantes. É a capital do departamento de Cusco e da província de Cusco. 

A cidade está a 3.400 metros de altitude e era o mais importante centro administrativo e cultural, a capital do Império Inca.

O Vale Sagrado é uma região composta por numerosos rios que descem por pequenos vales; possuindo numerosos monumentos arqueológicos e povoados indígenas. Ele está compreendido entre os povoados de Písac e Ollantaytambo, paralelo ao rio Vilcanota ou Wilcamayu ('rio sagrado') e pode ser acessado a partir da cidade de Cusco. 

Este vale foi muito apreciado pelos incas devido a suas especiais qualidades geográficas e climáticas e foi um dos principais pontos de produção pela riqueza de suas terras sendo hoje o lugar onde se produz o melhor grão de milho do Peru. 

Além disto, o vale possui vários sítios arqueológicos, mercados de artesanato, cidadezinhas charmosas, picos nevados, pastoreio, salinas, criação de lhamas e alpacas.

Machu Picchu (em quíchua Machu Pikchu, "velha montanha"), também chamada "cidade perdida dos Incas", é uma cidade pré-colombiana bem conservada, localizada no topo de uma montanha, a 2.400 metros de altitude, no vale do rio Urubamba, no sul do Peru. Foi construída no século XV, sob as ordens de Pachacuti, imperador inca.

Para os místicos, Machu Picchu é considerada um dos Chakras da Terra, um centro magnético que emana a mais pura energia. Estudiosos afirmam que a cidade foi um centro religioso onde moravam xamãs, sacerdotisas e virgens do Sol. 

CRIAÇÃO E DESENVOLVIMENTO

O Projeto Viagens da Consciência foi idealizado por Dora M. Bentes, terapeuta, astróloga e focalizadora de processos meditativos e de desenvolvimento humano, com mais de 30 anos de experiência e é conduzido por ela em parceria com Ricardo Barbosa, administrador e consultor, com mais de 20 anos de experiência em organização e realização de projetos.

CONTATOS

E-mail: contato@dorambentes.com

Cel./Whatsapp: 11 98651-1224

Fone: 11 5585-0585

com Margarida (das 13 ás 20 horas)

Centro de Desenvolvimento Dora M. Bentes

Rua dos Jacintos, 233 - Mirandópolis - São Paulo/SP

Rua dos Jacintos, 233

Mirandópolis - São Paulo/SP

04049-050

  • Instagram
  • Facebook
  • You Tube
  • LinkedIn

© 2019 Todos os direitos reservados. Centro de Desenvolvimento Dora M Bentes