PORTUGAL

A autodescoberta de nossos potenciais

Foto: Mirante do Castelo de São Jorge - Lisboa

A motivação que deu início ao ciclo das grandes navegações, descobrimentos e expansão ultramarina de Portugal foi a busca por riquezas em lugares distantes, através de aventuras por caminhos desconhecidos.

Nós possuímos riquezas, talentos e capacidades, muitas vezes desconhecidos dentro de nós mesmos e que estão esperando uma ação para que possam ser revelados. Mas, para alcançar isto, é preciso capacitar-se, questionando nossos receios e crenças, e acreditar que, na união com outras pessoas, acontece uma sinergia que dá suporte aos nossos processos, acelerando a autodescoberta e realização de nossos potenciais.

É acreditando nesta autodescoberta dos potenciais que cada um tem guardado como um tesouro a ser revelado e aplicado, que o Projeto Viagens da Consciência escolheu Portugal como local de mais uma vivência na Europa.

Foto: Rosa dos Ventos - Lisboa

A IMERSÃO

Durante 10 dias, estivemos imersos e vivenciando experiências únicas de conexão com locais muito significativos, onde a energia e a força da natureza e da história ali presentes foram um convite para experimentarmos nossa própria força e sabedoria.

Percorremos os sítios arqueológicos milenares das cidades de Évora e Castelo de Vide, os caminhos ancestrais e seus castelos templários das cidades ao longo do Rio Tejo, as grutas da cidade de Mira de Aire e os santuários sagrados de Fátima.

Também conhecemos locais de grande importância histórica, espiritual e cultural em Lisboa, Porto e em Vila Real e conhecemos a sabedoria e os mistérios da cidade de Sintra, com suas matas e quintas que nos fazem entrar em outras realidades de tempo e espaço. 

AS DINÂMICAS REALIZADAS

veja as fotos e as vivências realizadas, em nossa edição desktop

1/14
OS LOCAIS VISITADOS

A Torre de Belém é uma fortificação construída estrategicamente na margem norte do rio Tejo, entre 1514 e 1520, para defesa daquela parte da cidade e é uma das joias da arquitetura do reinado de D. Manuel I. 

A parte externa da torre é uma das belezas do monumento, onde se apreciam as influências islâmicas e o estilo manuelino, com vários elementos que fazem alusão à época das navegações. Por dentro, a torre é composta por cinco andares.

O Padrão dos Descobrimentos é uma grande homenagem aos navegadores portugueses e foi erguido em 1960, no bairro do Belém. Ele foi idealizado pelo arquiteto português Cottinelli Telmo para imortalizar Infante Dom Henrique e seus colaboradores e seguidores no plano de desbravar o além-mar.

Com 56 metros de altura, o monumento retrata diversos personagens históricos. Ao todo são 32 estátuas que homenageiam e fazem alusão aos desbravadores e participantes destes episódios. Podemos subir ao topo do monumento e ter uma vista incrível de Lisboa e muitos outros pontos turísticos que ficam na região.

O Mosteiro dos Jerónimos é um dos mosteiros mais bonitos da Europa. Idealizado em 1496 pelo rei Dom Manuel I, a construção levou mais de 90 anos para ficar pronta e depois da inauguração era um dos maiores de Portugal. Ele fica situado próximo às margens do Rio Tejo e é um dos pontos turísticos mais importantes e visitados de Portugal.

O mosteiro é um dos ápices da arquitetura manuelina portuguesa e fica em um imponente prédio no Bairro do Belém com seus belos jardins e fonte ao redor. 

O Cromeleque dos Almendres localiza-se no Distrito de Évora a 12 km da cidade de Évora.

Constitui-se num círculo de pedras pré-histórico (cromeleque) com 95 monólitos de pedra e é o monumento megalítico do seu tipo mais importante da Península Ibérica e um dos mais importantes da Europa, não apenas pelas suas dimensões, como também pelo seu estado de conservação.

Envolto numa aura de misticismo e encantamento, o Cromeleque dos Almendres é uma autêntica máquina do tempo. Passear por entre os menires é regressar a uma época mais simples e tranquila, à era dos druidas e da comunhão com a natureza.

O Menir da Meada é o mais impressionante monumento megalítico da região de Castelo de Vide e o maior menir totalmente talhado pelo homem em toda a Península Ibérica. O monólito, com cerca de 4 metros de altura a partir do solo, 7,15 m de comprimento total e um diâmetro máximo de 1,25 metros, está implantado próximo do Rio Sever.

Embora sem datação precisa, é seguro afirmar que o Menir da Meada foi erguido em pleno Neo-calcolítico, cerca de 3 a 5 mil anos atrás.

O Castelo de Abrantes, também referido como Fortaleza de Abrantes, situa-se no distrito de Santarém, à margem direita do rio Tejo. Durante séculos, este castelo foi tomado e retomado de tropas de diversos países, entre elas, árabes, espanhóis e por último franceses, ordenados por Napoleão Bonaparte.

Em nossos dias, apesar de desativado em termos de aquartelamento militar, o castelo de Abrantes continua a conservar a beleza dos volumes castrenses do seu passado.

O Castelo de Almourol é um dos monumentos mais importantes da Reconquista Cristã. Situado numa ilhota no meio do Rio Tejo, o castelo é um dos monumentos mais emblemáticos que se podem encontrar em Portugal, pelo seu significado e pela paisagem envolvente.

A sua história relembra a reconquista do território durante a Idade Média. Quando aqui chegaram os cristãos em 1129, o castelo já existia sob o nome de Almorolan, tendo sido então incluído nas terras entregues à guarda dos Templários.

Juntamente com os castelos de Tomar, do Zêzere e da Cardiga, Almourol formava a linha defensiva do Rio Tejo.

O Castelo de Tomar, no Ribatejo, localiza-se na cidade e conselho de Tomar, distrito de Santarém, em Portugal e integra o grande conjunto arquitetônico do Convento de Cristo.

Foi construído a partir de 1 de março de 1160 e está situado numa colina perto do rio Nabão. A sua construção foi uma questão de estratégia militar, para a necessidade de estabelecer um ponto forte de resistência nas áreas fronteiriças de territórios no poder dos muçulmanos.

No seu interior, abriga o Convento de Cristo, um monumento de enorme grandeza e história.

As Grutas de Mira de Aire (Gruta dos Moinhos Velhos, Gruta da Pena e a Gruta da Contenda), localiza-se em Mira de Aire, no conselho de Porto de Mós, no distrito de Leiria.

As grutas são umas das 7 Maravilhas Naturais de Portugal e as maiores grutas turísticas do país. A sua extensão atinge atualmente os 11 km, mas apenas 600 metros podem ser visitados turisticamente.

Elas foram descobertas em 27 de julho de 1947, ano em que foram realizadas as primeiras tentativas de exploração, e inauguradas para visitas em 1974.

O Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima está localizado na cidade de Fátima, num bairro conhecido por Cova da Iria, a cerca de 130 km ao norte de Lisboa e a aproximadamente 200 km ao sul da cidade do Porto.

Este grande santuário é considerado um dos principais do mundo católico e atrai milhões de visitantes todos os anos. Foi na sua área que, em 13 de maio de 1917, a Virgem Maria teria aparecido a três pastorinhos que viviam na região.

O Palácio ou Solar de Mateus está situado na freguesia de Mateus, conselho de Vila Real, Distrito de Vila Real.

A Casa de Mateus foi construída na primeira metade do século XVIII e é constituída pela Casa principal, pelos jardins, a Adega e uma Capela.

Além do palácio há os bonitos jardins que estão magnificamente bem arranjados e delineados com bucho verdejante e canteiros florais. Um túnel de cedros cobre a escadaria nascente em frente ao qual existe um lago.

O Castelo de São Jorge localiza-se na freguesia de Santa Maria Maior, na cidade e conselho de Lisboa. O nome atual deriva da devoção do castelo a São Jorge, santo padroeiro dos cavaleiros e das cruzadas, feita por ordem de D. João I no século XIV.

Ele ergue-se em posição dominante sobre a mais alta colina do centro histórico, proporcionando aos visitantes uma das mais belas vistas sobre a cidade e o estuário do rio Tejo, por isto sendo considerado um dos melhores mirantes ou miradouros da cidade.

A Quinta da Regaleira constitui um dos mais surpreendentes monumentos da Serra de Sintra. Situada no centro histórico da Vila, foi construída entre 1904 e 1910, no derradeiro período da monarquia.

Os traçados do local evocam a arquitetura românica, gótica, renascentista e manuelina e a diversidade da Quinta é enriquecida com simbolismo de temas esotéricos relacionados com a Alquimia, Maçonaria, Templários e Rosa-cruz.

Dentre as estruturas do local destaca-se o Poço Iniciático. É uma galeria subterrânea com uma escadaria em espiral, sustentada por colunas esculpidas, por onde se desce até ao fundo do poço. O poço diz-se iniciático porque se acredita que era usado em rituais de iniciação à maçonaria.

A Serra de Sintra (também conhecida como Monte da Lua) é uma serra nos conselhos de Sintra e Cascais.

A Serra é muito procurada por praticantes de escalada e montanhismo, já que as escarpas estão, na maioria, orientadas a oeste, o que aumenta o tempo de luz em tardes de verão.

É na Serra de Sintra que se localizam o Castelo dos Mouros, o Palácio da Pena, o Convento dos Capuchos, o Palácio Nacional de Sintra, o Palácio de Monserrate e a Quinta da Regaleira.

CRIAÇÃO E DESENVOLVIMENTO

O Projeto Viagens da Consciência foi idealizado por Dora M. Bentes, terapeuta, astróloga e focalizadora de processos meditativos e de desenvolvimento humano, com mais de 30 anos de experiência e é conduzido por ela em parceria com Ricardo Barbosa, administrador e consultor, com mais de 20 anos de experiência em organização e realização de projetos.

CONTATOS

E-mail: contato@dorambentes.com

Cel./Whatsapp: 11 98651-1224

Fone: 11 5585-0585

com Margarida (das 13 ás 20 horas)

Centro de Desenvolvimento Dora M. Bentes

Rua dos Jacintos, 233 - Mirandópolis - São Paulo/SP

Rua dos Jacintos, 233

Mirandópolis - São Paulo/SP

04049-050

  • Instagram
  • Facebook
  • You Tube
  • LinkedIn

© 2019 Todos os direitos reservados. Centro de Desenvolvimento Dora M Bentes